segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

EXPEDIÇÃO USHUAIA 2014


ADUANEIROS MOTO CLUBE
ROTEIRO DA VIAGEM, VERMELHO A IDA E AZUL A VOLTA

GRUPO PRONTO PARA MAIS UMA EXPEDIÇÃO
ADUANEIROS

TRAVESSIA SUBFLUVIAL DO RIO PARANA-ARGENTINA







...COM A AJUDA DE UMA BOA MÁQUINA, UMA IDEOLOGIA NA MENTE E ALGUNS BONS AMIGOS...

CHEGANDO A BARILOCHE






DEVIDO A MUITAS DISTÂNCIAS SEM POSTOS DE COMBUSTÍVEIS,  LEVAMOS NAFTA EXTRA E ALGUMAS VEZES TIVEMOS QUE FAZER ABASTECIMENTOS COMO ESTE DA FOTO, EM ESPECIAL A HD 883.


BARILOCHE


BARILOCHE
ADUANEIROS

BARILOCHE

BARILOCHE

CURTINDO O CENTRO DE BARILOCHE
ADUANEIROS



Erechim/BR- Bariloche/AR

NÃO HERDAMOS A TERRA DE NOSSOS PAIS MAS SIM TOMAMOS EMPRESTADOS DE NOSSOS FILHOS

DIVISA ARGENTINA - CHILE
UM DOS TRECHOS MAIS DIFÍCEIS DA VIAGEM, CARRETERA AUSTRAL NO CHILE

          A partir da cidade de Chaitén, abandonada após a erupção do vulcão homônimo em maio de 2008, ingressei na lendária Carretera Austral, como é conhecida a Ruta Nacional 7. Esta estrada de 1240 km - a maior parte não pavimentados, foi construída durante o regime militar do General Augusto Pinochet para permitir o desenvolvimento do extremo sul do Chile e integrar diversas comunidades até então isoladas nos confins do país. Por sua história e características peculiares, costuma atrair aventureiros de vária partes do mundo, que desejam conhecê-la e principalmente vivenciar um pouco da sua história.

PARQUE QUEULAT




PUERTO IBAÑEZ - CHILE


PUERTO IBAÑEZ - CHILE

PUERTO IBAÑEZ - CHILE

PUERTO IBAÑEZ - CHILE

PUERTO IBAÑEZ - CHILE

JANTINHA EM COYHAIQUE - CHILE
RÍPIO RUTA 40 - DESAFIO

RÍPIO RUTA 40 NA ARGENTINA, MAIS UM DESAFIO NA EXPEDIÇÃO

         
          Ruta 40, uma lendária estrada que está para a Argentina assim como a Route 66 está para os EUA. Ela atravessa o país inteiro de norte a sul, passando por onze províncias em quase 5.000 Km de extensão. Ao longo dos últimos anos, o caminho vem sendo gradualmente asfaltado, embora uma boa parte da estrada ainda se mantenha no cascalho, como o trajeto que percorri, atravessando os campos desertos da Patagônia.

RÍPIO RUTA 40 NA ARGENTINA, MAIS UM DESAFIO NA EXPEDIÇÃO



RÍPIO RUTA 40 NA ARGENTINA, MAIS UM DESAFIO NA EXPEDIÇÃO


RÍPIO RUTA 40 NA ARGENTINA, MAIS UM DESAFIO NA EXPEDIÇÃO

Bariloche/AR-El Calafate/AR
CHEGADA EM EL CALAFATE, ARGENTINA, APÓS MUITO RÍPIO


EL CALAFATE

A CAMINHO DOS GLACIAIS



A CAMINHO DOS GLACIAIS

A CAMINHO DOS GLACIAIS
A CAMINHO DOS GLACIAIS

A CAMINHO DOS GLACIAIS

A CAMINHO DOS GLACIAIS

ADUANEIROS

ADUANEIROS

GLACIAL PERITO MORENO


GLACIAL PERITO MORENO

GLACIAL PERITO MORENO

NEM TUDO FOI UM MAR DE ROSAS, APÓS MUITOS QUILÔMETROS DE RÍPIO UM VAZAMENTO EM UMA DAS BENGALAS OBRIGOU UM REPARO EM EL CALAFATE


AO LONGO DA VIAGEM, NAS MAIORIAS DAS VEZES FICAMOS EM CABAÑAS, ESTA DA FOTO FOI NO USHUAIA

USHUAIA
ADUANEIROS

USHUAIA

USHUAIA
USHUAIA

USHUAIA

O DESTINO É NECESSÁRIO, O TRAJETO DA VIAGEM É O OBJETIVO

USHUAIA

USHUAIA

FAZENDO CURVA..??..NÃO...ENFRENTANDO O VENTO (PATAGÔNICO) LATERAL, MAIS UM DESAFIO AO LONGO DE VÁRIOS DIAS DA VIAGEM

COMODORO RIVADÁVIA ARGENTINA

BUENOS AIRES ARGENTINA

BUENOS AIRES, ARGENTINA

BUENOS AIRES VISTO DO BUQUEBUS

BUQUEBUS, TRAVESSIA DE BALSA, BUENOS AIRES-AR COLONIA DEL SACRAMENTO-UR

BUQUEBUS, TRAVESSIA DE BALSA, BUENOS AIRES-AR COLONIA DEL SACRAMENTO-UR

BUQUEBUS, TRAVESSIA DE BALSA, BUENOS AIRES-AR COLONIA DEL SACRAMENTO-UR


COLONIA DEL SACRAMENTO - URUGUAY

ERECHIM, RIO GRANDE DO SUL, APÓS 10500 KMs DE ESTRADA


       A viagem foi entre os dias 25 de Dezembro de 2013 e 12 de Janeiro de 2014, onde cruzamos a Argentina, Chile e Uruguay e percorremos 10500 quilômetros.

     A viagem foi uma empreitada de sucesso, onde enfrentamos muitos desafios, rípio, vento, calor, frio e chuva.
        Hora de voltar as rotinas, mas já planejando uma nova viagem com novos roteiros. 

      Para saber mais sobre esta viagem bem como outras viagens pela America, visite o site, aduaneiosmc.com.br
          " Na motocicleta o piloto fica completamente inserido na paisagem e passa realmente a fazer parte dela, em contato direto com a natureza e com todas as sensações que ela proporciona. 
          Pode-se sentir o vento, o calor, o frio, a chuva e é uma das melhores oportunidades que se pode ter, para avaliar a grandeza do mundo, ao ver as maravilhosas paisagens, as montanhas, os mares, os vales, tudo isso nos levando também à reflexão de como nossa existência é apenas uma pequena centelha em relação à natureza e ao mundo que estamos inseridos. 
          Uma viagem de motocicleta leva ainda ao exercício da simplicidade, da humildade, já que somos compelidos a carregar em nossa bagagem apenas e tão somente o mínimo, o básico necessário, sem excessos, sem acúmulos, ou seja, sob um certo ponto de vista, acabamos através deste simples exercício de fazer as malas, nos livrando de todas as coisas inúteis que costumamos carregar conosco preenchendo todos os espaços à disposição. 
          Até neste pequeno detalhe a viagem de moto pode nos ensinar como é possível ser extremamente feliz com o básico. 
          Por fim, não há momento mais apropriado para uma conversa consigo mesmo, uma vez que, estando ali, piloto, moto, a cabeça dentro do capacete, o ser humano tem uma oportunidade única de estar em paz consigo mesmo e nada melhor que usar este momento sublime para refletir, analisar, questionar e buscar as respostas para todas as dúvidas no melhor lugar do mundo: dentro de si mesmo."

5 comentários:

  1. bah joci, show de bola as fotos...os pneus voltaram novos hein? muito massa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu por acompanhar meu blog....você também bateu umas fotos bem legais...quanto aos pneus acho que aguenta mais uma viagem....fez muitas filmagem na viagem...??

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Simons,
    Essa aventura é o sonho de todo motociclista estradeira, parabéns. Acompanhando seu blog é um incentivo a gente sonhar com uma viagem dessas. Uma pergunta? Houve algum pneu furado?
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcus,

      Chegando em Ushuaia, percebemos que o pneu traseiro da CBR600F, estava esvaziando, era um arame na banda de rodagem, usamos reparador de pneu (do tipo macarranzinhos), problema sanado. Todos os integrantes também levaram reparador de pneu instataneo (tem a foto na postagem Preparação Ushuaia 2014), mas não precisamos usar em nenhum momento.

      Grande Abraço,
      Jociel

      Excluir